quarta-feira, 6 de maio de 2015

Mães não são perfeitas...

Gurias tenho observado nas últimas semanas várias pessoas levantando bandeiras de assuntos variados relacionados a maternidade. Absolutamente nada contra, mas tem gente que não respeita muito a opinião do outro...ah isso sempre tem, eu sei! Mas o que me deixa mais chateada é que tem mães que levam isso tão a sério a ponto de se culpar por não estar de acordo com os "padrões da moda" ou porque não viveu a experiência dos relatos que leu, ouviu ou viu de outras mães. 
Cada um pode ser feliz de maneira diferente. Não precisa ser igual pra todo mundo, aliás que chato seria se assim fosse. Ninguém é perfeito...nem as mães...mas tudo o que fazemos, fazemos com o propósito de ser o melhor, nos doando completamente para o bem estar de nossos pequenos.
Já li tanta coisa nas redes sociais que até me assustam. Não sou defensora do parto humanizado, nem do parto natural e nem da cesárea. Defendo a livre escolha da futura mãe. Fiz duas cesáreas, uma por opção mesmo e a outra por necessidade. Foi muito tranquilo para mim, tanto no aspecto físico quanto o psíquico. E fico perplexa com algumas mães que julgam outras mães por terem feito essa opção, como se elas fossem mais mães por terem tido seus filhos através de parto normal. Quanta crueldade! Sou a favor de informação e conscientização e acho bem bacana alguém defender sua opinião com argumentos definidos e, sobretudo com respeito às opiniões distintas. Sem julgamentos descabidos, please! Existe tanta regra, tantas pessoas dizendo o que é certo e errado...
Agora porque uma mãe não conseguiu amamentar ou porque introduziu alimentos antes dos seis meses é menos mãe?? Muitas críticas e comentários, ao meu ver, desnecessários principalmente nas redes sociais...afinal não sabemos o que realmente aconteceu com aquela mãe, quais os problemas que ela estava enfrentando, qual o seu motivo pra ficar julgando alguma atitude que talvez não esteja de acordo com a maioria. 
No meio de todo essa discussão, estão mãe e filhos vivendo a sua realidade. Mães que se cobram demais. Mães que querem sempre acertar. Filhos que precisam de cuidado e de amor.
Então, mãe se seu filho não dorme a noite toda, se ele  não come verduras e legumes, se precisa alimentá-lo na frente da televisão, se a amamentação não foi longa, se você não conseguiu oferecer a livre demanda, se você já ofereceu alimentos considerados inadequados como o "danoninho", se ele vai parar na sua cama no meio da madrugada, se a rotina de sua casa é constantemente "quebrada", se você tem vontade de sair correndo às vezes, se sua recuperação do parto não foi rápida e nem fácil, se você fez cesárea, se você teve parto normal, se você nem sempre se sente animada, se você se sente perdida entre tantos afazeres, se seu filho não quer comer sozinho, se ele já teve assaduras, se você não teve pique para brincar com ele, se você já chorou porque achou que não conseguiria ir adiante...não se preocupe, você não está sozinha! Isso é fato!
Mães não são perfeitas. Não precisamos ser. Somos reais. Somos o que podemos ser. Fazemos sempre o nosso melhor. Não se cobre tanto, não caia na cilada de que existe uma mãe perfeita que não erra nunca. Não existe. Mães acertam até quando erram, porque amam. Filhos precisam de amor, de verdade, de bons exemplos, não de perfeição.

Imagem da internet


Bju,

Tatiane Gallas


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Compartilhe, comente!