domingo, 28 de junho de 2015

Berços acoplados à cama com estilo!

Quem tem receio da cama compartilhada e também não quer colocar o bebê num quartinho separado, uma boa dica são os berços acoplados à cama de casal.
Esses berços podem deixar as mamães mais seguras e tranquilas, mantendo os bebês bem pertinho durante o sono e facilitando a rotina das mamadas noturnas.
Existem vários modelos no mercado, separei alguns que encontrei navegando pela internet.

Esses são modelos mais básicos, que combinam com qualquer decoração. O último bercinho é bem compacto e prático para levar na viagem.

 


 
Esses são apaixonantes! São berços temáticos (girafa, safari, navio, carneirinhos, carrossel, passarinhos, corujas, submarino, entre outros) que depois viram pequenos sofás para as crianças. 
E são fabricados aqui no Brasil, pela empresa Gift 3D.



sábado, 27 de junho de 2015

Incentive a autonomia dos filhos

Como vocês, enquanto mães ou pais, estão ajudando no desenvolvimento da autonomia dos seus filhos?


É desejo de todos os pais que os filhos cresçam e se tornem pessoas maduras, conscientes de suas atitudes e capazes de tomarem decisões tranquilas e responsáveis. Para que esse desejo se concretize, é muito importante estimular a autonomia dos pequenos desde cedo.
Desenvolver a autonomia de uma criança, não quer dizer que ela vai passar a mandar, a ter o controle. Longe disso. Significa que ela vai aprender a fazer suas próprias escolhas, de acordo com sua idade e sempre orientada pela família.
Sou a favor de estimular as crianças, desde pequenas, a executarem algumas pequenas tarefas sozinhas. Claro que elas precisam, primeiramente, ser orientadas e auxiliadas para que possam ter êxito futuro. Não estou falando aqui que uma criança deva tomar decisões importantes ou que ela deva ser capaz de realizar tarefas complicadas, sem intervenção de um adulto. 
Em muitas situações e por vários motivos, os pais acabam fazendo tudo por seus filhos. É a superproteção que tanto falam. Vestem, servem o prato de comida, pegam e levam um copo de água até onde o filho está, arrumam a cama, fazem o tema da escola (sim, tem pais que fazem!) e até montam os brinquedos de encaixe para eles. sem antes estimulá-los a fazer tentativas. São essas pequenas tarefas e situações diárias que mais me preocupa. Como pedagoga e professora já vi muitas crianças entrarem para a escola sem saber amarrar os tênis, outras totalmente dependentes na hora das refeições ou até mesmo para ir ao banheiro (sim novamente, isso também acontece!). 
O desenvolvimento da autonomia ocorre aos poucos, e ainda auxilia no desenvolvimento de outras áreas importantes, como o raciocínio lógico, a coordenação motora, a organização e a consciência dos próprios atos. Também ajuda a criança a lidar com a frustração, caso ela se arrependa de alguma escolha que tenha feito.
Mas, como podemos ajudar as crianças nesse processo?
Abrir espaços dentro de casa para que as crianças aprendam, possibilitar erros e acertos, criar incentivos, vai facilitar muito sua independência. Você pode, dentre algumas opções, pedir para seu filho fazer uma escolha. Por exemplo, dentre três opções de almoço propostas por você, pedir para que ela escolha a que mais lhe agrada. O que não dá é para uma criança escolher sempre o que vai comer, deixando de ter outras opções, pois provavelmente ele pedirá sempre o mesmo. 
Outra forma de incentivar a autonomia dos pequenos é pedir para que organizem os brinquedos.     Vocês podem combinar como farão, se guardarão tudo na mesma caixa ou se irão dividir por categorias.
Deixe seu filho mais solto, sempre observando a etapa que ele se encontra e sua idade. Será que não está na hora dele escovar os dentes sozinho? Estimule-o a se vestir sozinho também. Deixe um copo ou garrafinha de água sempre ao alcance dele. Separe uns minutos para brincar com ele durante o dia e o deixe decidir pela brincadeira. Converse muito com seu filho, ensine-o como fazer pequenas coisas, explique que as escolhas tem um ônus e um bônus, deixe ele falar e expressar sua opinião. Certamente vai fazer com que ele se sinta mais confiante. 
Oriente sempre! Com carinho e paciência as crianças vão aprendendo a se tornarem mais autônomas, e se sentindo mais confiantes também. Acredite no seu filho e não esqueça que novos desafios surgirão conforme o crescimento deles.
É fundamental dar raízes e orientar o vôo, sem cortas as asas dos filhos! 



sexta-feira, 26 de junho de 2015

Culinária gaúcha: receita de cuca!

Gurias, eu adoro cuca...de abacaxi, doce de leite, coco, uva...são muitas opções deliciosas!
A cuca tem origem alemã e foi incorporada à culinária gaúcha. No RS é muito comum encontrar essa delícia em qualquer padaria. E nos cafés coloniais elas são destaques. 
Mas, em algumas partes do Brasil , não encontramos esse "pão doce" ou "bolo com farofa" como muitos a chamam.
Então, resolvi compartilhar essa receita com vocês. Fácil de fazer e fica maravilhosa! 
A primeira receita, a de uva, é a original. Na de abacaxi fiz algumas adaptações e também ficou deliciosa!
Espero que gostem! 

CUCA DE UVA / ABACAXI
Receita original:
 2 xíc farinha trigo, 
1 xíc açúcar,
1/2 xíc óleo, 
1 colher sopa fermento seco, 
2 ovos,
 200 ml água morna, 
1 pitada de sal, 
300g uva.

Farofa: 1 xíc açúcar, ½ xíc farinha trigo, 2 col sopa manteiga.

Para a farofa: misture bem todos os ingredientes com os dedos até unir. Reserve.

Para a massa: bata os ovos, o açúcar, o azeite e o sal. Acrescente a farinha e a água aos poucos. Junte o fermento e amasse. Deixe crescer por 30 min. Coloque metade da massa numa forma untada, recheie com uma porção de uvas e cubra com o restante da massa. Cubra com a farofa. Distribua por cima mais algumas uvas. Deixe crescer novamente. Leve ao forno pré-aquecido, a 200 graus, por uns 30 min.

Variação da cuca com ABACAXI
Troquei o açúcar branco pelo açúcar mascavo, mesma quantidade na massa.
Na farofa, coloquei metade de mascavo, metade do branco.
No recheio coloquei pedacinhos de abacaxi.

Antes de colocar no forno, salpiquei um pouquinho de canela em pó sobre a farofa.

Agora é só degustar junto com um bom cafézinho ou chimarrão! Bom apetite!

terça-feira, 23 de junho de 2015

Receitinhas fáceis para um almoço gostoso!

Passei a reavaliar a alimentação aqui de casa após um curso que fiz, onde houve várias trocas de experiências e dicas valiosas de nutricionistas e outros profissionais da saúde. Desde então, estou tentando incluir alimentos mais saudáveis na nossa alimentação, variando os alimentos e consumir menos industrializados. Aos poucos vou testando umas receitas e incluindo alguns alimentos, principalmente verduras e legumes que, confesso, não consumia muito.
Não sou radical, por isso se tenho vontade de comer algo, como sem estresse. O mesmo vale para os filhotes, mas pretendo ensinar a eles que uma boa alimentação é certeza de uma vida melhor. E a redução de açúcar, gorduras e sal é fundamental. Ainda estou aprendendo e a caminhada é longa, mas a vontade de acertar e fazer escolhas melhores também. 
Vou compartilhando com vocês, as receitas que testei aqui em casa, como esse almoço delícia de hoje, com nuggets caseiros, massa, molho de tomate e cenoura caseiro, brócolis e chips de batata-doce.


Empanados de frango (nuggets)


Eu usei:
2 peitos pequenos de frango crus;
1 ovo;
1/2 xícara de tapioca (goma, aquela que vem pronta para consumo);
alho, cebola, tempero verde e sal a gosto.
Passar tudo no processador até ficar bem misturado. Se preciso, acrescente mais um pouquinho de tapioca (eu precisei, mas bem pouco).
Empanei com farinha de trigo e aveia em flocos finos misturadas.
Mas pode ser na farinha rosca.
Após empanados, modelar como quiser e colocar numa assadeira e colocar um fio de azeite por cima. Levar ao forno por mais ou menos, uns 30 minutos. Virar os nuggets na metade do tempo.

Obs.: Os nuggets podem ser congelados ainda crus.


Molho de tomate caseiro:

Eu usei:
2 tomates inteiros sem pele e sem sementes;
1 cenoura.
Folhas de manjericão.
Azeite de oliva e sal a gosto.
Levar ao fogo brando para cozinhar, até amolecer a cenoura e os tomates. Após passar no liquidificador.

Obs.: Pode aumentar a quantidade de tomates para o molho ser congelado.


Chips de batata doce:

Cortar fatias bem fininhas de batata-doce, colocar numa assadeira antiaderente, regar com um fio óleo e levar ao forno para assar, por aproximadamente 10 minutos. Não esquecer de virar na metade do tempo.
Dica: Pode salpicar um pouquinho de orégano, antes de levar ao forno.



sexta-feira, 19 de junho de 2015

Campanha arrecada assinaturas para proibir a perfuração das orelhas de bebês

Campanha polêmica está arrecadando assinaturas para que os pais sejam proibidos de perfurarem as orelhas dos filhos. 
Fonte: imagem retirada da internet
Isso mesmo! Tudo começou no Reino Unido, onde Susan Ingram lançou uma petição endereçada ao Ministro Infantil Edward Timpson, para proibir esse ato. A campanha está ganhando muito apoio na internet e visa a determinação de uma idade mínima para que as crianças sejam submetidas aos tradicionais furinhos na orelha.
Segundo Susan Ingram, que é a responsável pela petição online, o ato de furar as orelhas para colocar os brincos “apenas serve para satisfazer a vaidade dos pais”, acrescentando que “é uma forma de crueldade contra as crianças” e ainda relata que “as crianças sentem uma dor severa e medo desnecessariamente. Outras formas de agressão física contra as crianças são ilegais e esta não deveria ser diferente.”
A campanha já conta com quase 34 mil assinaturas e está ganhando muito apoio nas redes sociais.
Para apoiar a campanha é só clicar aqui.

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Nem aviãozinho faz ele comer!

            Quer ver mãe preocupada é quando o filho não come. Levante o dedo a mãe que nuca passou uma única vez por isso. E ai, o que fazer?

Imagem Google

            Primeiro calma! É preciso analisar a situação com olhos bem críticos e perceber o que realmente está ocorrendo. Ele está feliz, brincando, fazendo travessuras, dorme bem? Então é apenas questão de paciência e estratégia.
            Não comer não significa estar doente e fome é algo que as vezes eles aprendem a usar como argumento para conseguir alguma coisa. Aí está o nosso olhar esperto.
            Como são as refeições? É a hora da tortura? É um campo de batalha? Ou é divertida, em família, todos curtindo o prazer que a alimentação nos traz, nutrindo a alma e o corpo.
            Nem todo mundo gosta de brócolis, por isso existem outros verdes que o podem substituir. Sopas creme são boas opções para consumir legumes no inverno, é só variar o preparo. Não gosta de banana? Que tal uma salada de frutas? Nossa criatividade será sempre posta à prova, mesmo quando forem adolescentes!
            Se, entre outras coisas, ele usa leite, iogurte, queijo, a proteína tá chegando.... e ele vai crescer forte. Mas lembre-se que o leite  é bom mas não é o único alimento saudável. Crianças acima de 1 ano de idade estão prontas para participar da dieta alimentar da família, de forma saudável né! Se você não come salada, o que ele vai pensar da alface?
            Mas se você oferece uma bolacha para compensar um almoço ou se as guloseimas estão antes ou depois da refeição principal, isso  é apenas o sentimento de culpa tomando conta de você. Não caia nessa. Se ele perceber isso você vai ter muita teimosia pela frente. Sobremesa não é prêmio para quem comeu tudo.
            Se ele não comeu bem numa refeição pode ser apenas a brincadeira chamando mais forte, porque parar  a  brincadeira e ir comer pode ser muito chato; então, se ele acabar logo a refeição vai poder voltar a brincar. A fome vai bater na próxima refeição e ele vai comer o que for oferecido.
            Leve seu filho para a cozinha e convide-o a participar do preparo da alimentação. Pode ser que o preparo demore mais tempo do que o programado, que a cozinha fique muito bagunçada  mas essa brincadeira vai ser lembrada por ele ao longo da vida. E você vai se divertir também, tente algumas vezes.
            O importante é manter a sua tranquilidade e observar se seu filho está bem disposto; não é a falta de uma refeição que resulta em alguma carência alimentar. Lembre-se que um nutricionista pode ajudá-la na avaliação nutricional do seu filho.
            O olhar atento, de mãe esperta, criativa, persistente e calma é o que vai fazer da  alimentação em família um momento feliz. Boa sorte no aviãozinho da próxima vez.

  
Maria Cristina Gallas Flach

Nutricionista, há 22 anos mãe do Pedro e que adora o desafio de abrir a geladeira e ver o que se esconde lá dentro pro almoço.

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Alvo do Xixi: diversão para os guris!

Novidade para as mamães de guris: Alvo do xixi!

Esse acessório ajuda os meninos a irem sozinhos no banheiro de forma bem divertida!

Como funciona?
É muito simples. É só grudar a ventosa do alvo no vaso sanitário, cuidando para não molhar o acessório. Depois é só mostrar para o seu filho que ele deve mirar o xixi e acertar o centro do alvo. Com o calor da urina, o alvo irá revelar um desenho (uma bola, um trem, um caminhão...), e pronto! Xixi no alvo, sem sujeira no banheiro (viu papais?).

Legal né?! O alvo também pode ser um bom aliado para ensinar os meninos a deixarem as fraldas e ainda ajuda  os guris a lembrarem que precisam fazer o uso da descarga, pois o alvo volta a ficar preto, pronto para ser usado novamente!

Esses são os modelos do alvo:

imagem Pinterest


O acessório custa em média R$ 30,00 e dura de 4 a 6 semanas.



quinta-feira, 11 de junho de 2015

As fases dos casais no Dia dos Namorados!

Recapitulando aqui um pouquinho de cada fase do dia dos namorados...que com o passar do tempo (afe, e passa rápido!) vai sofrendo alterações na hora da comemoração.

Imagem da internet

Dia dos namorados quando estamos solteiras e sozinhas:
Nem queremos lembrar que existe esse dia, pois é um horror ver suas amigas saindo para comemorar com os namorados (q raiva! kkkk) e tu lá sozinha em casa. Nem assistir televisão dá, já que a programação é toda voltada para casais.

Dia dos namorados solteiras e acompanhadas do namorado:
Love's in the air!! O que mais queremos é que chegue logo esse dia!  Fazemos uma baita programação para surpreender o namorado, pensamos muito e escolhemos com muito cuidado o presente dele, ficamos imaginando qual será o nosso presente (além das flores, claro, eu disse além!), compramos uma roupa nova para surpreender o amor, saímos para jantar no restaurante preferido.

Dia dos namorados casados e sem filhos:
Semanas antes já vamos programando a data, embora corremos o risco de ouvir do marido "ah mas nem somos mais namorados, agora somos casados", usamos várias técnicas para que ele se toque e faça alguma coisa, pensamos num presente útil e com a cara dele, pensamos no que vamos ganhar e dá uma certa agonia que ele deixe passar em branco, usamos as famosas indiretas para que tudo aconteça como planejado, ficamos na dúvida se saímos para jantar ou preparamos um jantarzinho especial em casa mesmo, tempo não falta para ficarmos agarradinhos e namorar.

Dia dos namorados casados e com filhos:
A gente não esquece a data e deseja profundamente fazer algo diferente. Qualquer coisa para não passar em branco. Mas o marido parece já não dar muito importância para isso (sacooooo!). Vamos de diretas mesmo (não dá pra correr riscos com as indiretas), desejamos um presente legal (será que vai ter presente?), mas ficamos na dúvida se compramos um também (sejamos honestas!). Preparamos um jantarzinho com vinho e "aquela" sobremesa para ser apreciado em casa mesmo. Com um pouquinho de criatividade (se ainda tivermos ânimo depois de um dia cansativo) fazemos desse momento algo único. Jantamos (com os filhos!), colocamos eles para dormir e depois tomamos um vinho assistindo um bom filme (torcendo para que eles não acordarem é claro!). Não demoramos para ir dormir também, porque haja pique para começar tudo no outro dia, principalmente se temos filhos pequenos que acordam com a corda toda! 

E com vocês, está tudo preparado já?! Boa comemoração!!

Bju,

Tati

terça-feira, 9 de junho de 2015

Barbie desce do salto e aparece em 8 etnias diferentes!

Oi gente!

Adorei a novidade da Mattel e já estava mais que na hora disso acontecer!

A marca acaba de lançar uma linha de Barbies de oito diferentes etnias, tem negra, oriental, latina...são 8 tons de pele, 18 cor de olhos e 23 cabelos diferentes.
Certamente esse é um marco na história da Barbie. São bonecas da linha Barbie Fashionista que tem traços de rosto, penteados, tudo para aproximar as famosas bonecas à realidade.

Foto: Reprodução/Youtube

No início do ano, a Mattel já havia lançado Barbies com tornozelos articulados, fazendo as "moças" descerem do salto! Desse modo as bonecas das linhas carreira e estilo, podem usar tênis, sapatilhas e até skate, como mulheres de verdade fazem!

Acompanhem o vídeo oficial da campanha "Who is Barbie", dessa nova geração das Barbies:

Reprodução Youtube

E para finalizar essa nova geração das bonecas de plásticos, recentemente também  foi lançada a Lammily, uma "Barbie" com corpo realista, desenvolvida pelo artista Nickolay Lamm (que não tem nada a ver com a Mattel), mais fiel a proporções reais de uma menina de 19 anos. Ela tem braços e cinturas mais grossas, seios menores e pernas mais curtas que as da Barbie, além de uma maquiagem mais leve. Lammily ainda vem com adesivos de espinha, celulite e estrias para serem usados na boneca. Nada mais real. não é mesmo?!

Assistam o vídeo da Lammily:


Reprodução Youtube

Muitos aplausos para essas novidades, bem mais parecidas com mulheres reais! Assim até dá vontade de voltar a brincar de boneca, não é gurias?!

Beijos,    

Tati



Gostou do post? 
Compartilhe!!!

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Existe vaidade após a maternidade?

Olá gurias!!

Depois que nos tornamos mães, esquecemos um pouco de nos cuidar. É tudo tão corrido, o dia passa tão rápido e ficamos tão cansadas que até um hidratante fica difícil de passar. Demora um pouco para nos adaptarmos a nova rotina, a nos organizarmos mais e, principalmente a conseguirmos mais tempo para nós mesmas! Admito que esse tempo pra mim ainda está difícil, mas estou trabalhando para isso!

É tando amor dedicado aos nossos pequenos que deixamos nosso amor próprio de lado. Acontece com a maioria das mommys. Deve ser o tal instinto materno! Afinal, tudo gira em torno de nossos filhos e a gente quer, gosta disso. Nada mais justo fazer tudo por eles. E ainda tem as tarefas domésticas, o trabalho...tanto cansaço acaba gerando um descuido pessoal mesmo. Esse descuido não precisa virar uma rotina. Então percebi que quanto mais tempo deixava de me cuidar, mais eu estava me acostumando a não fazer nada (!), nada por mim! Aí chega uma hora que seu "eu interior" grita pedindo um help, o espelho passa a ser algo a ser evitado...o mínimo que você fizer por você, terá um grande resultado. 

Somos mães. Mas também somos mulheres e não podemos nos esquecer disso! Precisamos ter cuidado conosco! Esse cuidado melhora a auto estima, o pique e nos deixa mais felizes. E nossos filhos gostam de ver as mamães bem bonitas, não é mesmo? Isso sem falar nos maridos, namorados e companheiros.

Então deixe a preguiça de lado e comece com pequenas atitudes. Coisas que uns 5 minutinhos já resolvem. Uma maquiagem básica pela manhã (uma boa máscara de cílios já dá uma diferença!), passar um protetor solar no rosto logo depois de escovar os dentes (aí fica mais fácil para não esquecer), um hidratante corporal depois do banho (os hidratantes de banho e óleos são bem práticos para quem não quer perder tempo), um creme novo pro cabelo, um esmalte diferente, um corte de cabelo prático, uma blusa nova, um salto de vez em quando...são coisas que já fazem uma boa diferença no visual.

Roupa nova é outro problema...desde que fui mãe pela primeira vez, corro primeiro para ver as novidades para a Manu e para o Davi, deixando, mais uma vez, de cuidar de mim. Mais alguém assim? Com certeza tem! É tanta novidade para crianças que nos perdemos olhando e não sobra tempo para "checarmos" a seção feminina...mais uma vez a gente fica para depois! O que fazer então? Separe um dia para olhar as novidades só para você. Faça um esforço e não entre em lojas infantis. Se presenteie. Você merece! 

Aí vocês pensam "queria tanto malhar, fazer academia, mas estou sem tempo", que tal programar alguns exercícios fáceis para fazer em casa mesmo, andar de bicicleta com as crianças, ou colocar uma boa música e dançar? O que vale é se mexer! Não é fácil, mas também sei que às vezes complicamos demais. Comecei a fazer uns exercícios em casa há uma semana, são 12 minutos (sim, 12 minutos!) dedicados a mim. Acho que dá pra encarar, não é?

Nós, mães, precisamos nos cuidar, ter bons hábitos para dar bons exemplos para nossos filhos. Precisamos gostar de quem vemos refletidos no espelho. Uma boa dose de vaidade não faz mal a ninguém e ajuda a levantar o astral. Mesmo que você ache que não tem tempo,  faça como puder, inclua-se na sua vida. Coloque um sorriso no rosto, cuide-se, valorize-se e seja feliz! 

Imagem do Pinterest

Beijos, gurias!!

Tatiane Gallas

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Eu quero a paciência da Mamãe Pig!

Assistir ao desenho da Peppa Pig pra mim tem sido cruel!

Aqui em casa esse desenho é assistido várias vezes e em todas, absolutamente todas, eu morro de inveja da mãe da porquinha. Como pode ter tanta paciência essa criatura?

A Peppa é metida e em muitas ocasiões chega a explorar seu irmãozinho George. Ok, ela tem pontos positivos também, afinal palavras de gentileza fazem parte de seu vocabulário (mas isso vamos falar em outro post!). 

Mas a mamãe...ah, a Mamãe Pig está sempre muito atenta e com muita paciência com seus porquinhos. Ela não grita, não condena e não coloca de castigo! Tem episódios que ela entra na brincadeira para evitar maiores problemas e até brigas entre os irmãos. Os filhos se jogam a pular na lama e ela pára o que está fazendo e entra também! E no final deita e rola no chão de tanto rir!

A mamãe faz as tarefas da casa, com a ajuda do Papai Pig (inveja de novo, rs), cuida dos filhos e trabalha em seu computador sempre com muita disposição e tranquilidade. E sempre tem tempo para brincar com eles. 

Esse desenho me faz sentir culpada. Quantas vezes minha paciência vai até o limite e o que eu tenho é vontade de deitar e rolar no chão para....chorar!! Quantas vezes eu não consigo brincar com eles por ter outras tarefas para fazer?  Então, é errado não ter a paciência da mãe dos porquinhos? Eu não sou uma mãe perfeita! Eu tento sim, sempre, ser a melhor mãe para eles, mas não é tão fácil assim!

Ah, já ia esquecendo...mais uma situação de minha inveja da Mamãe Pig: tanto a Peppa quanto o George são filhos obedientes, mamãe e papai explicam o que não devem fazer e eles respeitam, no máximo, o George chora um pouquinho, eu disse um pouquinho (alguém lê isso pra Manu e pro Davi?, outra pessoa talvez faça mais efeito, rs). Talvez por isso, ela seja tão calma e pacienciosa.

É, a vida ainda não é um desenho animado...mas a gente pode aprender um pouquinho com eles.

P.S: Fofoca de mãe...alguém sabe qual a máscara de cílios ela usa?


Beijos,


Tatiane Gallas, mãe de um casal assim com a Mamãe Pig, mas sem essa paciência toda dela!

Gostou? Compartilhe aqui, só clicar! 

terça-feira, 2 de junho de 2015

Pamonha no Palito e Pamonha Saudável

Que tal fazer uma pamonha diferente para sua festa junina?!

Encontrei essa imagem na net e achei essa opção para servir pamonha bem bacana, principalmente para as crianças.

Pamonhas no palito.

Imagem Pinterest

Você vai precisar de 5 espigas de milho, 1 xícara de leite, 1 xícara de açúcar, 1 pitada de sal e 1 colher de margarina. Pedaços de queijo, opcional.
Rale as espigas ou corte os grãos rentes ao sabugo. Bata bem no liquidificador com os outros ingredientes. Coloque a massa em forminhas, untadas com margarina. Se desejar, coloque um pedaço de queijo. Cubra com papel alumínio e asse em banho maria por aproximadamente 1 hora.  ou até que, espetando um palito, ele saia limpo.

Receita: Tudo Gostoso.


Você também pode fazer as pamonhas de maneira tradicional e com ingredientes mais saudáveis.

Pamonha Saudável
Ingredientes:
4 espigas de milho verde orgânico (separe as palha, lavando-as bem e reserve)
1 xícara de leite desnatado
2 colheres de sopa de açúcar mascavo
2 colheres de sopa de mel
1 pitada de sal
pedaços de queijo meia cura (opcional)

Corte os grãos bem rentes ao sabugo, bata no liquidificador (pulsando) ou passe pelo processador até que forme uma pasta grossa. Coloque em uma vasilha e junte o leite, o mascavo e o mel, misturando bem.
Agora, coloque uma palha dentro da outra formando um saquinho, coloque a massa da pamonha dentro, acrescente o palito de queijo (se for sua preferência) e feche com outra palha no sentido inverso; amarre cuidadosamente com a tira de palha.
Feita as 4 pamonhas, coloque-as dentro de uma panela grande com água fervendo por 30 minutos, depois é só esperar esfriar um tiquinho e saborear.
Se a preferência for pela salgada é só tirar o doce, temperar com sal, pimenta e só uma pitadinha do mascavo.
Clique aqui para ver a receita tradicional completa.

segunda-feira, 1 de junho de 2015

Festa Infantil tema Festa Junina! Faça em casa!

Oiiiii gente!

Um tema bem legal para festinhas de aniversário é a Festa Junina. Se seu filho(a) faz aniversário em junho ou julho esse tema fica super apropriado e muito bonito também!

No aniversário de oito anos da Manu, fiz uma festa toda decorada com esse tema! Ela amou e disse que foi uma de suas preferidas #mamãebabona...

E o bacana nesse tipo de festa, é que podemos servir comidinhas temáticas também, além dos trajes típicos que aniversariante e convidados podem e devem usar.

Garimpei na net algumas festinhas com esse tema e mostro um pouquinho do que fiz pra minha filha também. Espero que aproveitem!

 Usei faixas de tecidos floral, mini chapeuzinhos e bandeirinhas para decorar o bolo. 

 
Os tecidos de chita deram um charme ao fundo da mesa, e como queria algo bem colorido, típico das festinhas juninas, emendei duas estampas diferentes para dar esse efeito. Coloquei trilhos de chita (mais cor e estampas!) amarrados com uma fita de cetim e juta. Dois tecidos que juntos fizeram a diferença na decoração!

 Arranjos com flores ajudam a compor a mesa. Comprei várias cores de calanchoê. Gosto delas por serem pequenas e discretas e não comprometerem o restante da decoração. As garrafinhas foram decoradas com tecidinhos e fitinhas.

Invista em chapéus de palha e bandeirinhas e lanternas coloridas. As bandeirinhas podem ser feitas em casa com papel ou tecido. Chame as crianças para ajudar.


 Comidinhas típicas fazem sucesso! Coloquei-as em cestas de
vime, latas coloridas e até sobre os chapéus de palha.

 Manu toda linda e feliz com seu traje típico de noiva caipira! Criação da mamãe e produção da vovó! Para compor uma caipira mais fashion, um colete de pelo e meia-calça rosa e botinhas de couro! Mas claro que não podia faltar o véu!

Algumas inspirações a mais (fotos retiradas da internet):

                       Duas ideias para centro de mesa muito fáceis de fazer.

      
 Adorei essa bola feita com forminhas de doces.                               Convite personalizado!

Mais uma ideia para fazer usando a chita.  É só revestir um pedaço de papel mais grossinho, como o papelão, com o tecido e colar fitas coloridas!

      Bolo com muita pipoca!           Rapaduras, pé de moleque, doce de leite servidos nos chapéus!

 Festa linda!
 
  Existem bandeirolas mais charmosas?                  Fogueira toda feita em E.V.A para servir as pipocas!



Beijos e uma ótima festa!

Tati


Gostou? Compartilhe!!

Postagem em destaque

O segundo filho, tudo tão igual e tão diferente!

Algumas pessoas dizem que ter o segundo filho é mais fácil. Você já sabe como é, do que eles precisam e como fazer. Nem sempre. Foto A...