segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Desfralde: como está sendo aqui em casa!

Oi gurias!

Hoje vou contar para vocês como está o desfralde do Davi. Estamos há cinco dias em processo para deixar (de vez!) as fraldas, e olha que tudo está funcionando até muito bem por aqui!
Davi está com 2 anos e 5 meses,  e logo que ele fez 2 aninhos estou observando os sinais de um possível começo com o desfralde. A criança precisa estar preparada para isso, não adianta ficar insistindo se ainda não é o momento do seu filho. Mas como saber qual é o momento certo? Fique atenta aos sinais dele, os mais comuns são:
  •  Passar algumas horas sem fazer xixi;
  • Indicar desconforto com o uso da fralda, como querer tirar e até conseguir;
  • Não fazer mais xixi à noite, ou seja, amanhecer com a fralda sequinha (esse vale principalmente para o desfralde noturno);
  • Geralmente fazer cocô, razoavelmente sólido, no mesmo horário;
  • Entender o uso do banheiro;
  •  Conseguir se comunicar e falar xixi e cocô;
  • Conseguir ficar sentado de 2 a 5 minutos na mesma posição;
  • Não demonstrar resistência para usar o penico ou a privada.
  • E não esqueçam da idade deles. Em todos os artigos que li, a recomendação é que o desfralde ocorra depois dos 2 anos de idade, 2 anos e meio, pois é a partir dessa idade que elas passam a ter mais controle esfincteriano (capacidade física para segurar as suas necessidades). Claro que cada criança tem seu tempo, umas começam mais cedo, outras demoram um pouco mais e esse tempo precisa ser respeitado para que haja o sucesso do desfraldamento.
 Outro ponto importante é a rotina. Inicie o desfralde quando a criança estiver num momento tranquilo, sem grandes mudanças à vista. Também é importante que a mãe esteja tranquila para não demonstrar ansiedade. Comece levando o(a) pequeno(a) junto ao banheiro, mostre e explique seu uso. Converse bastante. Aos poucos, a criança vai interiorizando essas informações, algo como "olha como você cresceu, já está ficando pronto para não usar mais fraldas", "vamos fazer xixi hoje em outro lugar, como a mamãe e o papai fazem?".
Conversei muito com o Davi antes de começar, e como é menino, falava muito no papai que usava cuecas e levei-o junto para comprar cuequinhas novas para ele. Compre modelos diferentes, de cores diferentes, vale até personagens estampados, peça ajuda dele para escolher. O mesmo vale para as meninas, que cá entre nós, tem várias opções de modelos fofos!

Uma vez entendido o processo, é só começar! Eu estava esperando lavar cuecas várias vezes ao dia, limpar várias "poças" de xixi pela casa, me sentir frustrada até conseguir, prevendo algumas brigas... mas ele tem me surpreendido! Nos dois primeiros dias isso ocorreu sim, o dia todo (era eu como um pano na mão pra lá e pra cá!). Depois não "escapou" mais, e ele pede para fazer. Mas claro que fico atenta e se passa um tempo sem ele se manifestar, eu pergunto se ele quer fazer e tem funcionado muito bem assim!
 Mas tem funcionado bem  para o xixi, já o cocô...Não sei exatamente o porquê, mas o cocô é mesmo mais difícil. Lembro que com a Manu também demorou mais para ela entender, pedir e usar o penico para fazer cocô. Mesmo sabendo quando ele vai fazer, porque ele dá seus sinas próprios, se recusa a ir ao banheiro e acaba fazendo na cueca mesmo. Meu pequeno não consegue ficar sentado esperando...não saiu, ele quer sair da privada, rsrs. Aqui vale a paciência, um dia de cada vez! A gente chega lá!

Dessa vez, eu preferi usar um redutor para o assento da privada, daqueles mais estofadinhos, em vez do penico. Mas como não encontrei desses por aqui, acabei comprando na internet e ainda estou esperando chegar. Isso talvez tenha contribuído para ele se recusar a usar a privada. É importante que a criança esteja sentada confortavelmente e com apoio para os pés (eu uso uma cadeirinha para isso). Mas para quem quer gastar um pouco mais, tem várias opções de assentos que  já vem com uma escadinha de apoio junto, que custam a partir de R$ 199,00.

Como aqui está fazendo muito calor, também usei isso ao nosso benefício. Deixo o Davi só de cuequinha em casa, bem à vontade mesmo, assim se escapar o xixi, ele não ficará todo molhado. Vale até deixá-los peladinhos também! Quanto menos roupa melhor, facilita né gente!

Bom, aqui em casa tem sido tranquilo mesmo. Meu pequeno Davi tem se mostrado um grande colaborador até agora! Ressalto que até o momento só fizemos passeios curtos, como compras no mercado e ida na pracinha, ainda não fiquei o dia todo fora com ele sem as fraldas (portanto, em casa é bem mais fácil de controlar). E vale lembrar que iniciei somente o desfralde diurno e como estou em casa com ele, deixo o dia inteiro sem fraldas mesmo. Só coloco depois do banho, porque à noite ele ainda usa. Depois, quando chegar a hora do desfralde noturno, eu conto para vocês como foi!


Beijos,

Tatiane Gallas a



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Compartilhe, comente!