quarta-feira, 25 de maio de 2016

Saberes sobre o Bem Estar Infantil

Dia 14 de maio tive a oportunidade de participar, a convite da Karla Cerávolo (responsável pelo Projeto De Umbiguinho a Umbigão) da I Conferência Internacional sobre o Bem Estar Infantil, a CISBEI, em Goiânia. Foi um dia muito produtivo, onde pude conferir palestras super interessantes sobre o bem estar infantil e o papel da família no desenvolvimento das crianças.

A primeira palestra "O benefício da rotina e dos bons hábitos na educação infantil para a construção de adultos globais e de alta performance" foi com a escritora norte-americana Melinda Blau.

Melinda afirma que as mães e os pais devam garantir que seus filhos não se tornem os "reizinhos da casa", mas que façam parte da família. Devemos encontrar o meio termo, focando na família como um todo e observando sempre, o que Melinda chamou de REAL (Responsabilidade, Empatia, Autenticidade e Liderança com Amor). Ela aponta que "as crianças são mais preparadas quando vem de família forte" e que as suas necessidades devem ser atendidas não como o centro, e sim como partes produtivas.

Durante a palestra, Melinda questiona "vocês estão dispostas à abrir mão do controle?". Confesso que essa pergunta me fez refletir um pouco. Estamos, como mães e "donas do lar" condicionadas a determinar as tarefas em casa e fazer a grande maioria delas. É preciso deixar de lado esse controle e pedir ajuda para os filhos.
 Mas como fazer isso? A escritora fala da importância das crianças terem responsabilidades para se sentirem importantes, porém aponta que essas responsabilidades não devem vir como regras, imposição. A família toda deve ser parceira da gestão da casa como uma cooperativa. Dessa forma, a responsabilidade é de todos, a mãe não determina as tarefas, mas gerencia, questiona, cria situações com os filhos. 
Outro ponto forte da fala da escritora foi quando ela afirmou que precisamos deixar nossos filhos nos ajudar e sair do caminho (Let them! ou Deixe eles!). As mães devem aprender a deixar seus filhos agirem por si, experimentar e cometer erros! Devem pedir ajuda aos filhos, eles são capazes de fazer. Se pedir, por exemplo para que arrume o quarto, deixe-o organizar do jeito dele!



A segunda palestra foi com o  Doutor em Linguística pela UNICAMP Marcello Marcelino que abordou o tema "A inserção do bilinguismo na infância". Ele basicamente apontou as diferenças entre a educação numa escola bilíngue desde a infância e o aprendizado de uma segunda língua posteriormente, em escolas de idiomas. Acrescentou que quanto mais cedo uma segunda língua for inserida, mais facilidade a criança terá em aprender, porém lembra que cada criança tem seu momento, seu aprendizado ´particular, de forma que algumas conseguem mesclar o aprendizado de duas línguas, outras separam uma da outra.



Na parte da tarde, a pediatra e consultora do Programa Bem-Estar da TV Globo, Dra. Ana Escobar , abordou o tema "Excesso de ansiedade e a busca de felicidade no século XXI". Ela inicia sua fala apontando as mudanças que ocorreram no mundo nos últimos 100 anos, causando outras várias mudanças nas nossas vidas, no nosso comportamento, na nossa saúde. No século XX,  os laços humanos aconteciam de forma presencial, as pessoas tinham mais contato, conversavam pessoalmente. Já no século XXI, os laços humanos são direcionados nas redes sociais através do conectar e desconectar e a sociedade é voltada para o consumo, o que pode gerar muito mais ansiedade e solidão nas pessoas. Dra. Ana coloca que a ansiedade e a decepção permeiam muito o comportamento humano e que o estilo de vida de uma pessoa define se ela tem saúde. Ela aponta que a saúde também é decorrente da educação do meio ambiente, afirmando a importância do cuidado desde sempre. Muito bom ouvir a Dra. Ana, que com sua simplicidade e forma direta atinge a todos. Eu sou uma pessoa bem ansiosa e preciso mesmo aprender a lidar melhor com esse sentimento para ter uma melhor qualidade de vida.


A última palestra, mas não menos importante, foi da escritora, publicitária e blogueira Cris Guerra. Confesso que essa era a palestra que eu estava mais ansiosa para assistir, por toda a história vivida pela Cris. O tema abordado por Cris Guerra foi "O tempo passou! Fazendo algo por você hoje, e impactando no amanhã dos filhos". Ela começou falando de sua história pessoal, de sua família, da perda do pai e da mãe, dos seus relacionamentos, de dois abortos que sofreu, da sua gravidez e de que como enfrentou dois momentos intensos vividos praticamente juntos: a tristeza da perda do marido e a alegria da chegada de seu filho Francisco.
É emocionante ouvir a Cris Guerra falar e a forma e o bom-humor como ela conduz toda a sua trajetória. Chorei, ri e me emocionei com ela! 
Além de sua história, preciso comentar de dois momentos dessa palestra. Cris afirma que às vezes sente culpa também, a tal da culpa que toda mãe tem, mas que não dá espaço para ela ficar na sua vida porque sabe que tudo o que faz é para o melhor de seu filho. Ela brinca que a culpa vem e vai embora, pois não tem espaço para ela na sua casa, e que viemos ao mundo para aprender a imperfeição.

Para encerrar, a escritora lista as 10 coisas que aprendeu com a maternidade:
1. Não vem com manual;
2. É uma aventura sem volta;
3. Comparou, chorou;
4. Mães precisam de ajuda;
5. Mães são empreendedoras por natureza;
6. Ter filho rejuvenesce;
7. Ser mãe não é a minha única forma de realização;
8. O que faz um filho feliz é (entre outras coisas) ser uma mãe feliz;
9. É saber dizer não, principalmente para as expectativas dos outros;
10. Nada como um filho para nos apresentar potenciais que nem imaginávamos ter.

Super verdadeiro, concordam?


Ah, claro que eu não ia perder a oportunidade de conhecer mais de pertinho essas duas mulheres que admiro.

Adorei participar dessa dia lindo e poder aprender um pouco mais, refletir sobre a maternidade e conhecer pessoas novas. 

Beijo,

Tati




31 comentários:

  1. Adorei, deve ter sido maravilhoso, já tive a oportunidade de conhecer a Dra Ana Escobar, uma simpatia em pessoa né
    Aqui estamos sempre inserindo o Gui nas atividades, ajudando a cuidar da cachorra colocando comida e censo ae ela tem água, alimentando os peixes, ajudando a lavar a louça (que ele adora), arrumar a cama, e assim por diante e dessa forma sem imposição e tornando esse momento prazeroso mostramos que ele tem seus direitos e seus deveres aqui em casa também e que será assim lá fora

    Bjs Mi Gobbato - Espaço das Mamães

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal Mi, responsabilidades precisam fazer parte da rotina dos pequenos.

      Excluir
  2. Adorei o seu post, me senti na platéia acompanhando tudo!! E ótima as 10 coisas que ela aprendeu ao ser mãe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom, acho que deve ser próximo ao aprendizado do pai também não é?!

      Excluir
  3. Olha Tati, sou louca por uma palestra da Cris. Admiro demais essa mulher!

    ResponderExcluir
  4. Eu assisti alguns dos palestrantes do seu post e simplesmente amei! Esse tipo de encontro nos faz amadurecer e crescer como mãe e ser humano!

    Jack Lima
    @blogmaternidadesemfrescura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre aprendemos nesses encontros Jack!

      Excluir
    2. Sempre aprendemos nesses encontros Jack!

      Excluir
  5. Adorei seu post Tati. Muita informação bacana! Acho super importante o tema abordado pela Cris. Aqui em casa, desde cedo, o Vi tem suas responsabilidades. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Bia. Também acredito que toda criança deva ter seus deveres.

      Excluir
    2. Obrigada Bia. Também acredito que toda criança deva ter seus deveres.

      Excluir
  6. Que máximo esse evento, adoraria ter ido!

    Claudia
    @AsPAsseadeiras

    ResponderExcluir
  7. Tati!!! que seminário bacana!!!a parte do 'comparou,chorou" é sensacional!! beijos

    ResponderExcluir
  8. Estive aqui na palestra em São Paulo e ler seu post me fez voltar naquele dia cheio de aprendizado.

    ResponderExcluir
  9. Adorei sua resenha, Tati! Queria muito ter ido! Deve ter sido tão proveitoso quanto você descreve! Parabéns!
    Bj
    Juliana Carreras
    www.mamaerobo.com

    ResponderExcluir
  10. Tati foi maravilhoso né!? Ficaram na memória esse dia tão especial e ainda poder te conhecer de pertinho!!! Beijos sua linda

    ResponderExcluir
  11. Deve ter sido incrivel!
    Conheço alguns dos palestrantes e sao top!
    Aqui tento inserir o Joao nas atividades. Seguimos um pouco da pedagogia Montessoriana aqui em casa e vida pratica é minha paixão!

    ResponderExcluir
  12. Tati adorei o post! Eu já tive oportunidade de ver palestras da Cristina e da Dr Ana! Bj

    ResponderExcluir
  13. Gostei muito do seu texto e o evento foi maravilhoso ;)

    ResponderExcluir
  14. Deve ter sido maravilhoso!!! Adoro todos eles! Por aqui fazemos assim,pisquila participa de quase tudo. Ajuda a ajeitar as coisas,a guardar os brinquedos, as vezes reclama um pouquinho e fala que não foi ela quem brincou hahaha. As vezes até pede para ajudar a lavar a louça posso? Kkkkk

    Beijos Mila (@mundodamae)

    ResponderExcluir
  15. Que show de evento, adorei Tati, aqui em casa usamos muito a teoria montessoriana o quarto do Pedro Augusto foi toda adaptado.. Bju

    ResponderExcluir
  16. Muito bom, que dia, quanta informação importante.
    Foi muito bom ler o post e saber um pouquinho tudo que rolou.
    bjs,
    Alê

    ResponderExcluir
  17. A palestra da Melinda e da Cris são show de bola.
    Agora que ir no da Dra. Ana.
    Bjs
    Tati
    Mari - Vamos Mamaes

    ResponderExcluir
  18. DEMAIS! Devem ter sido ótimas palestras e aprendeu demais, ne'? obrigada por compartilhar conosco!!!

    ResponderExcluir
  19. Os dois primeiros palestrante eu não conhecia, mas os temas das palestras foram bem interessantes. Dra. Ana Escobar, já a conhecia da TV e já fui a duas palestras dela. Acho ela ótima! Quanto a Cris guerra, entro jo blog dela a anos e confesso que fiquei louca pra ir nesse evento por causa dela tb! Acho ela massa!

    ResponderExcluir

Gostou? Compartilhe, comente!