segunda-feira, 27 de junho de 2016

Seu bebê respira bem?

Olá!

É com muita alegria que apresento para vocês a mais nova colunista do blog, a Dra. Sarah Zimmermann Selaimen, especialista em ortodontia e ortopedia facial.

Nesse Papo de Especialista, a Dra. Sarah trará várias informações e novidades sobre os cuidados com a dentição dos nossos pequenos. E para começar um texto super importante sobre a respiração das crianças. 

A importância no desenvolvimento da face e das arcadas dentárias.

Atualmente cerca de 30% das crianças brasileiras respiram pela boca. Grande parte destas, continuarão a respirar pela boca na vida adulta com consequências irreversíveis no crescimento e desenvolvimentos da face e das arcadas dentárias.
Respirar pela boca pode ser por dificuldades respiratórias, hábito ou uma interação destes fatores.
A respiração bucal, quando persistente, pode ser a causa de deformidades das arcadas dentárias e consequentemente da face como um todo interferindo também no destino estético desta criança, ou seja, um rostinho menos atraente. A postura incorreta de boca aberta faz com que o maxilar cresça mais estreito do que deveria. Nesses casos, o céu da boca (palato) fica relativamente profundo, o que pode dificultar as funções de fonação, mastigação (comer de lado ou mastigar fazendo caretas) e deglutição. A gengiva avermelhada, o ronco noturno, a baba no travesseiro e a mastigação deficiente podem ser indicadores de problemas dessa natureza. Os dentes também frequentemente se posicionam para frente e perdem o poder de corte pois mesmo mordendo não podem se encostar. Por exemplo, em um sanduiche de pão de forma, presunto e queijo, a criança só morde o pão, ou ainda se for comer milho verde ela morde de lado.
Isso ocorre porque os músculos da face, na condição de boca aberta, exercem pressões que modelam o maxilar superior durante o crescimento. Com o maxilar estreito, certamente faltará espaço para que todos os dentes permanentes se posicionem alinhados nos maxilares. Se isso acontece, em algum momento será necessário o uso de aparelhos ortodônticos para adequar os espaços para os dentes permanentes e recuperar esse crescimento deficiente. Mais importante que corrigir a deformação dentária, é descobrir as verdadeiras causas desse problema postural. Uma criança com desalinhamento dos dentes e, que respira pela boca, deverá ser encaminhado ao otorrinolaringologista para uma avaliação e tratamento adequado, de forma que a causa seja removida o mais cedo possível. Muitas vezes as adenoides (tecido como as amigdalas, que crescem na cavidade nasal) podem obstruir a respiração normal e um tratamento medicamentoso ou cirúrgico poderá ajudar a resolver o problema postural. Agindo assim, poderemos estar prevenindo que muitos problemas de saúde geral e também da arcada dentária, se desenvolvam. De qualquer forma, se o seu filho / sobrinho / neto tiver por volta dos 6 ou 7 anos de idade e apresenta a postura de boca aberta, é oportuno consultar um ortodontista para avaliar a situação das arcadas dentárias e, se eles apresentarem problemas de obstrução respiratória ou de fonação, o otorrino ou o fonoaudiólogo poderão ser consultados simultaneamente.
Buscar um tratamento ortodôntico tardio, nessas circunstancias pode, muitas vezes, conduzir o respirador bucal (adulto) ao tratamento ortodôntico associado à cirurgia ortognática ou mesmo cirurgias plásticas.
O importante no final de tudo é procurar preventivamente ou logo que se detecte o problema, pois quanto mais cedo é identificado mais fácil o tratamento e melhor o seu resultado.
Se você tem alguma dúvida, procure seu ortodontista para lhes orientar em relação ao crescimento, desenvolvimento e beleza da face da sua criança.
A identificação e correção precoce significa melhor qualidade de vida para a criança tanto no sentido físico como psicológico. É muito comum ocorrer bullying em decorrência do aspecto facial. Apelidos que apontam as diferenças como mônica, dentinho, boquinha, queixada, coelho, etc, habitam com frequência o meio infanto-juvenil causando fortes impactos psicológicas.
  
Familiares fiquem atentos aos principais sinais e sintomas:
  • Problemas respiratórios (rinite, bronquite)
  • Lábios entreabertos
  • Baba durante o sono (dorme de boca aberta)
  • Ronco
  • Sono agitado
  • Olheiras
  • Céu da boca profundo / maxila atrésica
  • Assimetria da face
  • Come rápido, mastiga pouco, utiliza líquido para auxiliar ao engolir e prefere alimentos pastosos.
O hábito de chupar dedo, chupetas e mamadeira é fator relacionado ao problema. 

Um abraço e até o próximo post.

Sarah Zimmermann Selaimen
Especialista em ortodontia e ortopedia facial e colunista do Blog Mãe de Guri & Guria

Atendimento:
Clinica Odontológica Selaimen
Alameda Sebastião de Brito, 12 Bairro Boa Vista (Praça Japão)
Porto Alegre/ RS (51) 3328.4699
Instagram: @mamaedosul


Gostou do post? Compartilhe, mas não esqueça de citar a fonte, com o link e autoria! Obrigada!

19 comentários:

  1. Vou observar mais os meninos dormindo! Valeu pelas dicas!

    ResponderExcluir
  2. Gostei do muito do post, não conhecia sobre o assunto, vou atentar aos sinais dos meus filhos!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom o post, aqui tivemos um probleminha que já foi solucionado!

    Clau
    @AsPasseadeiras

    ResponderExcluir
  4. Não sabia nada sobre isso. Prestarei atenção nos meninos e levarei ao dentista.
    @nossasaogemeos.

    ResponderExcluir
  5. Adorei o post! Vou observar a Mari!

    ResponderExcluir
  6. Post informativo e super esclarecedor. Irei ficar mais atenta ao sono do Pedro. Parabéns pela parceria!

    ResponderExcluir
  7. Por aqui o pequeno as vezes dorme com a boca aberta, mas não acontece com frequência. Fiquei preocupara e começarei a observar mais. Muito esclarecedor!

    ResponderExcluir
  8. Muito obrigada pelo alerta! Eu tenho muita rinite, mas Rafa não tem... vou observar mais ele quando estiver no soninho!
    beijoss

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pela parceria ... Adorei o post, cheio de informação e super explicativo

    Bjs Mi Gobbato - Espaço das Mamães

    ResponderExcluir
  10. João é buco respirador, um pouco por conta da adenoide e outro pouco por hábito... no inverno a coisa pega... estamos fazendo acompanhamento com fono pra reduzir a parte do hábito e acompanhando com otorrino por conta da adenoide...
    Deia Tomaz
    @lancheiradojoao

    ResponderExcluir
  11. Adorei, as vezes acontecem pequenas alterações e não nos damos conta que pode ser um problema na respiração.
    bj,
    Alê

    ResponderExcluir
  12. Vou começar a observar o sono do Joshua, luan até 2 anos atrás tinha bruxismo.

    ResponderExcluir
  13. O meu filho chupa dedo e vou ter que levar no dentista para ver.
    Beijos
    Mari
    Vamos Mamaes

    ResponderExcluir
  14. Que importante!! Pedro respira bastante pela boca. Estamos procurando uma odonto pediatra aqui em Jundiaí, mas está difícil de achar. :( Ótimo post!!!

    ResponderExcluir
  15. Ainda essa semana, pisquila me perguntou o que era esse "ferro" dentro da minha boca (placa de contenção) hahaha. Expliqudi pra ela que foi devido ao uso de chupeta. Ela percebeu, que isso não é nada bom. Ainda bem que ela não pegou hahahahaha, pq a mamãe aqui adorava, e sofri muito por isso.

    Beijos Mila (@mundodamae)

    ResponderExcluir

Gostou? Compartilhe, comente!