domingo, 31 de julho de 2016

É a sua vez!

Outro dia saímos para jantar. Era meu aniversário e fomos comemorar, só  nós quatro. Desde o momento que chegamos no restaurante e sentamos à mesa passou um tempo bem razoável. Comemos alguns petiscos, bebemos, conversamos, as crianças brincaram bem comportadas até.

Eu e o pitoco no meu aniversário!

Estava bem frio, uma noite típica do inverno gaúcho, e foi só a garçonete trazer meu prato de sopa de capeletti quentinho (e delicioso!) para o Davi resolver fazer cocô. E se não bastasse a escolha perfeita do momento, ele ainda fala bem alto para quem estiver por perto (e nem tão perto assim) também ouvir:
- Mãe, quero fazer cocô!
Mãe! Sempre a mãe, já repararam? 
Crianças adoram fazer o número dois enquanto nossas refeições esfriam praticamente intocáveis no prato.
Ah, não! Que radarzinho é esse que as crianças pequenas tem e insistem em usar constantemente? E sempre nesses momentos? Tá, eu sei que a gente não escolhe uma hora para fazer cocô, mas chega a ser até meio mirabolante, porque quando estamos brincando com eles isso praticamente nunca ocorre.
Olhei para o prato do marido que já estava pela metade, ou mais, e não exitei:
- É a sua vez!
Porque é assim que deve funcionar, mãe e pai dividindo tudo! E lá foram os dois enquanto eu devorava minha sopa quentinha.


Agora, digam se já não passaram por isso?

Beijos,


Tati

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Pigmentação dentária infantil: como ela ocorre?

É muito comum ouvirmos a frase: "Parei de dar a medicação com ferro que o/a pediatra pediu porque escurece os dentes..."



É um assunto ainda cercado de muitos mitos, espero esclarecer alguns detalhes.

As pigmentações dentárias podem ser divididas em: causadas por deposição de substâncias e corantes na superfície do dente (agente externo); ou causadas durante a formação do dente, que afetam esmalte dentário ainda na gestação (agente interno).


Essas pigmentações podem ser transitórias ou permanentes. No post de hoje vou falar sobre as pigmentações causadas por fatores externos. Apesar de mais superficiais, não saem facilmente com a escovação quando já estabelecidas, mas uma boa escovação diária evita quem elas apareçam.

Geralmente essas pigmentações estão relacionadas a:

  • Ingestão excessiva de alimentos com pigmentação escura, como refrigerantes, chocolates, suco de uva, causam com frequência manchas localizadas nos dentes superiores anteriores. O ideal é variar a alimentação evitando os alimentos com corantes artificiais; e escovar os dentes logo após as refeições.
  • Ingestão de ferro temporariamente pela criança (medicação com sulfato ferroso). O fluxo salivar do paciente que usa essas medicações apresenta alta concentração de ferro e este pode impregnar na placa bacteriana causando os pigmentos escurecidos.
  • Presenças de bactérias cromogênicas, que deixam a parte interna dos dentes com coloração enegrecida.Não existe ainda um fator claro causador dessa alteração.

Primeiro ponto importante a observar:

A escovação sendo bem feita sempre, garantindo a remoção da placa bacteriana, os pigmentos não irão se acumular facilmente. E se ocorrer a pigmentação ela pode ser removida com uma profilaxia odontológica em consulta com Odontopediatra (indica-se limpeza de 3/3 meses quando estiver fazendo uso da medicação ou apresentar bactérias cromogênicas, para que não ocorra comprometimento estético).

Segundo ponto importante:

A medicação jamais deve ser interrompida por conta própria. Se o/a pediatra prescreveu o sulfato ferroso para seu filho/a, existe uma razão. E se o ponto adverso da medicação for somente a pigmentação dentária, fique tranquilo que ela é transitória e removível.


Sarah Zimmermann Selaimen 
Especialista em ortodontia e ortopedia facial 


Atendimento:
Clinica Odontológica Selaimen
Alameda Sebastião de Brito, 12 Bairro Boa Vista (Praça Japão)
Porto Alegre/ RS  (51) 3328.4699

Saiba mais:
Facebook: Dra. Sarah C. S. Zimmermann Selaimen - Ortodontia
Instagram: @mamaedosul


Gostou do post? Compartilhe, mas não esqueça de citar a fonte, com o link e autoria! Obrigada!

terça-feira, 5 de julho de 2016

Festa infantil tema Minecraft!

 Olá peoples!

Já falei diversas vezes por aqui que adoro festinhas de crianças e colocar a "mão na massa" para decorar, sou uma mãe festeira e arteira assumida.

Não tem recompensa maior que o olhar de felicidade e gratidão dos filhos com uma festinha organizada e toda pensada neles!! É muito amor envolvido em cada detalhe.

Pensando nas mães que também adoram fazer festas para os pitocos, sempre procuro trazer ideias no estilo "homemade", as festinhas caseiras.E hoje tem uma festa linda e feita com muito amor que quero dividir com vocês!

Um tema super atual e que anda fazendo a cabeça das crianças maiores é o minecraft, um jogo de bloquinhos que é o maior sucesso. E esse foi o tema escolhido pelo Vitor, filho da minha amiga Vitoria da Sonhos Vi&Pe, na sua festa de 10 anos!

Confira a festa linda que a Vitória preparou e inspire-se! :)



Embalagens com guloseimas e lembrancinhas no tema da festa, preenchem e decoram a mesa.


Detalhes da mesa: adorei essas colheres decoradas com docinhos

Detalhe do bolo todo construído com isopor, EVA, feltro e courino, e o aniversariante todo feliz

                         
                   Personagens todos feitos pela Vitória que usou caixas de papelão e feltro. Criatividade é tudo!


Família na hora do parabéns: Pedro, Vitória, Vitor (o aniversariante) e Ricardo
Linda festa! Eu adorei!

Obs.: Todas as fotos desse post são de arquivo pessoal.

E se você tiver alguma que queira compartilhar com outras mães, é só mandas as fotos por e-mail com uma descrição da festa e do tema.

Beijos,


Tati
                                        

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Como "comer" vitaminas e onde encontrá-las?

           Olá, hoje é dia de papo de nutri!
           E vamos dar continuidade ao assunto sobre as vitaminas. Já vimos aqui que é super importante consumir vitaminas diariamente, principalmente de forma natural. Confiram agora os alimentos onde as encontramos e suas funcionalidades.

             Como "comer" vitaminas?

             Já sabemos que as vitaminas são necessárias para manter o corpo em ordem, funcionando plenamente. Mas onde elas estão e quanto devemos comer?
            Calma, tem mais coisas pra falarmos antes disso.
Precisamos delas todos os dias? É certo que precisamos de todas as vitaminas. Dependendo da  idade, sexo, a fase da vida, estado de saúde e até das atividades físicas a dose necessária vai ser diferente. As vezes precisamos mais de umas que de outras. E onde elas estão?
            Calma, calma! Antes disso é melhor saber que elas se dividem em dois grandes grupos: as hidrossolúveis e as lipossolúveis. Isso é importante para poder aproveitá-las ao máximo, disponibilizando para o organismo todo o potencial desse nutriente. Aquelas que são solúveis em água (hidrossolúveis), como a vitamina C e as vitaminas do complexo B, não se acumulam no corpo, podem ser consumidas diariamente; e como não fazemos estoque, é só fazer xixi para mandar o excesso embora.  As outras que são lipossolúveis, como a vitamina A, D, K e a vitamina E, quando ingeridas em excesso podem se acumular nos tecidos mais gordinhos do organismo e aí podem até ser tóxicas.

Fonte: Slide Player

            Por isso que apenas saber onde elas estão não é muito útil e sim que precisamos variar seu consumo variando também nossa alimentação. Mas se você continua curioso pra saber  o que comer para garantir o aporte necessário, vamos às dicas:
             A vitamina A encontrada nos alimentos de origem vegetal, vegetais folhosos verde-escuros e nas frutas amarelas e alaranjadas é importante na visão, no crescimento e questões da pele. Para o metabolismo dos ossos vale lembrar sempre da vitamina D associada a gordura de peixes, gema de ovo, manteiga… porém precisa de sol para ser ativada no organismo e tornar-se útil. Exponha o corpo ao sol, poucos minutinhos diários já são suficientes. A vitamine E é antioxidante e está nas nozes, gema de ovo, gérmen de trigo e alguns óleos, sendo relacionada ao envelhecimento do organismo. Melhor prevenir que remediar não é mesmo?
            Para fortalecer o sistema imunológico aposte na vitamina C das frutas ácidas mas não esqueça que folhas verdes como o espinafre e até o pimentão também oferecem esse aporte. Além dos resfriados… a vitamina C é importante para o organismo absorver o ferro  e aí nenhum arranhão vai sangrar muito. O que a vitamina K ajuda também, afinal é importante para a boa coagulação sanguínea, por isso invista mais uma vez nos vegetais e folhas verdes como brócolis e salsa.

Fonte/imagem Google

            E o tal complexo B? E a tal anemia? A ausência de B12 pode provocar também problemas neurológicos. Os alimentos de fonte animal trazem a B12. A vitamina B1 melhora a função cerebral combate a fadiga e o desânimo e vem junto na folha da alface romana, espinafre, berinjela, grãos integrais, feijão, carne e nozes. Esses alimentos e outros vegetais como cenoura, batata doce, frutas secas, abacate, levedo ...também trazem B2 associada à reparação da pele e produção de adrenalina, B3 para o sistema nervoso e imunológico, construção de anticorpos, desintoxicações e funcionamento das cartilagens, até náuseas e enxaquecas. Vamos acrescentar então sementes de girassol, amendoim, banana e tomate. Falta comer mais couve-flor e ervilhas trazendo a B7 e a B9, aliviando dores musculares e investindo na saúde circulatória, por exemplo.
            Então  “comer vitaminas” é fácil. É só investir numa alimentação variada, com comida de verdade todos os dias. 

Exemplo de prato colorido e variado (Fonte:Imagem Google

Um abraço e até o próximo post!

Maria Cristina Gallas Flach

Nutricionista