domingo, 14 de agosto de 2016

Fala Papai: a vida depois dos filhos

Sabemos que a maternidade traz muitas transformações às nossas vidas e a paternidade não é diferente! Os pais também começam a ver o mundo com outros olhos, ter outras prioridades e enfrentam novos desafios todos os dias.

Um estudo na Universidade de Bar-Ilan, em Israel, sugere que o que a gente chama de instinto maternal não é um conjunto de características exclusivas da mulher ou desencadeadas por hormônios: homens também desenvolvem novas conexões neurais ligadas a capacidade de cuidar e criar uma criança quando se tornam pais. O estudo descobriu que esse tipo de instinto pode ser desenvolvido por qualquer um que escolha ter o papel de pai ou mãe na vida de uma criança (Fonte: Revista Galileu).

Conversei com alguns pais blogueiros, defensores da paternidade ativa e claro, apaixonados por seus guris e gurias, que me contaram o que mudou nas suas vidas depois dos filhos. Confiram os depoimentos!


"Ser pai!
O verdadeiro papel do pai é amar, cuidar, ensinar, aprender e brincar. Tudo em parceria com a esposa (mamãe). Mesmo se o casal for separado, a essência deve ser a mesma. O filho precisa do apoio dos dois. Ser pai não é pagar as melhores escolas e brinquedos e já achar que está tudo resolvido. Isso é básico!  Ser pai é viver o momento com o filho... curtir cada segundo como se fosse o último.
E como é complicado eleger as maiores responsabilidades; prefiro falar que temos uma que é preparar uma pessoa para encarar este mundo cheio de coisas boas e ruins. Muita responsabilidade, né? Mas, nós papais estamos prontos!
Dentro deste pacote, temos milhares de situações como ajudar na lição de casa, dar banho, trocar fralda, fazer e dar a comida, levar para a escola, participar de reuniões escolares, dormir em pé com a criança no colo, pois ela está com dor de ouvido e não consegue deitar; brincar, brincar de novo, brincar mais um pouco. Viver. Gerar experiência como levar a um show ou criar um brinquedo com caixa de papelão.
Amo com todas as forças ser pai. O Samuca é o meu ar! Minha vida!
Viva os Papais!"
Bruno Santiago, pai do Samuca
Blog Pai tem que fazer tudo
@paitemquefazertudo

"Que filhos trazem mudanças e causam revoluções em nossas mentes é sabido.
Passado um ano e meio após o nascimento das minhas trigêmeas, parei para refletir. Pareceu durar uma eternidade para chegar  mas quando veio, eu sabia que minha vida nunca mais seria a mesma. E eu não poderia ter sido mais feliz!!!  Algumas coisas que mudaram em minha vida:
Um novo amor respeito pela mãe
Ao ver os cuidados, o amor e a entrega da mãe das minhas filhas, passei a admirar e amar cada vez mais esta mulher!
Paciência
Passei a ser uma pessoa mais paciente. Antes, me preocupava com o dia a dia. Agora me preocupo com o futuro, Aprendo diariamente com todos os meus filhos através das vivências deles, sejam alegrias ou frustrações.  Trabalho o caráter e a educação deles de modo a ser tornarem boas pessoas. E isso me mudou, passei a dar atenção para as pequenas e gratificantes coisas do dia a dia.
Ansiedade, preocupações
Admito. me tornei mais paciente, Mas também uma pessoa preocupada. Veio a falta do sono, a ansiedade se sou não um bom pai, se estou fazendo a coisa certa, foco no trabalho, gastos excessivos, foco na rotina, falta de sono? (já falei? pois é.. falta mesmo!) E com isso vieram os meus primeiros fios brancos no cabelo!
Rotina
Por ter trigêmeas, mudei o conceito de rotina. Antes era casa/trabalho/casa e nos finais de semana.. Ah, os finais de semana! Agora isto mudou. Rotina puxada e diária. Finais de semana? Não muda nada! Ou era isso ou enlouqueceríamos. Mas estamos sobrevivendo!
(Falta) de tempo pessoal
Ir ao banheiro sozinho? Deitar para ler um livro por horas? Esquece. isto ficou para trás!
Uma nova perspectiva
Passei a ver o mundo diferente. Admito, ele é muito mais assustador e mais perigoso agora, mas ao mesmo comecei a ver as coisas através dos inocentes olhos de meus filhos, com admiração e espanto. E isso me enche de amor, por trazer algo que tinha esquecido!
A consciência da minha própria mortalidade. 
Lembro-me de um dia estar dirigindo e veio um turbilhão de emoções que corriam dentro de mim, e uma da mais intensas era o senso de minha própria mortalidade. Nunca me senti tão vivo e tão vulnerável ao mesmo tempo! Fui para casa mais devagar naquele dia, sabendo que minha vida tinha agora um novo e múltiplo significado!
E por último, o desejo de fazer a diferença. 
Sinto uma forte conexão com o mundo que vivo, e quero fazer uma diferença positiva."


Adriano Bisker, pai do Felipe e do André das trigêmeas Nicole, Sofia e Júlia, e sua esposa Lorie
Blog Pai de Cinco
@paidecinco


"A primeira mudança que senti foi que durante a gravidez me dediquei e em alguns momentos me senti foda, marido perfeito, realizado... Agora, não tem jeito, posso fazer o que for, sou secundário para os dois... Não estou triste, mas que dá raiva quando estou com o Lucca no colo, ele chorando, eu tentando acalmar, fazendo de tudo e nada resolve, a Patrícia chega e mesmo pegando todo torto, ele para de chorar... um dia vai ser ao contrário (eu penso). Outra mudança grande foi em relação à famíla. Amo todos, mas é difícil quando vem ver o Lucca e perguntam dele, da Patrícia...é, eu também estou bem, meio cansado mas bem, obrigado por perguntar (eu penso).
Ao longo dos dias eu percebi meu papel, devo dar a ela segurança, bem estar, conforto e carinho. Os minutos dela dormindo e descansando valem milésimos de segundos de atenção para mim. Então ficar com o Lucca nas madrugadas e a cada mamada, me dá um prazer duplo por estar com ele e com ela depois.
Imaginava que a hora do banho seria relaxamento, curtição, como nos milhares de vídeos do YouTube...imaginei que troca de fralda combinada com massagem o faria rir e acalmar...porra nenhuma! Deixar simultaneamente a temperatura da água e o Lucca pronto para o banho é complicado; e quando consigo isso o moleque fica com soluço ou irritado.porque demoro.

Sou lerdo, mas atencioso com meus filhos (eu penso). As trocas de fraldas são tipo Os Trapalhões...já levei três cagadas fortes e o mais legal é que sempre ocorrem na madrugada. Patrícia fica com sangue nos olhos quando ele chora na troca de fralda e eu fico com cara de pastel achando que está tudo bem...ai estou fazendo certo, por que chora? (eu penso). E para fechar, eu percebi que é a melhor coisa do mundo ser pai e ter minha esposa ao meu lado (mesmo de mau humor)".

Marcelo Venancio, pai do Lipe e do Lucca
@marcelovenancio_



Pai saber ser pai. Pai deve participar de tudo e deseja isso. Divida os cuidados e o amor pelos filhos com o pai deles. Deixe um pouco o controle, abra a guarda e desfrute de lindos momentos em família. 

Parabéns a todos os pais de guris e gurias, em especial ao meu pai que é um grande exemplo para mim, e ao marido que não quis dar depoimento porque diz que não tem o dom das palavras para escrever... e nem precisa. Porque é só continuar estando  sempre presente, dando atenção e amor para as cria que já faz toda a diferença...os momentos de cumplicidade, alegria e carinho entre eles ficarão guardados para sempre no coração e na memória, o melhor registro de todos! Simples assim!

Feliz Dia dos Pais!




                                        


18 comentários:

  1. Esse pais dos post são bem participativos na criação dos filhos a e acredito que é exatamente esse caminho para formar um cidadão.
    @nossasaogemeos

    ResponderExcluir
  2. Muito feliz pelo convite e de estar ao lado destes papais feras que admiro e muito!!!! Obrigado pela oportunidade!!!

    ResponderExcluir
  3. Adoro esses pais que você entrevistou. São exemplo de participação do pai na criação, educação e na vida emocional dos filhos. Parabéns pelo dia de vocês e que sejam sempre esse paizão que são. Bjos

    ResponderExcluir
  4. Papais exemplares... 👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽
    Homens que realmente vestiram a camisa da paternidade! Homenagem merecida!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Que máximo esse post, amei os depoimentos e ri muito com alguns! Mas a vida é assim mesmo não? Nós mães que temos papais participativos e atuantes somos sortudas!

    Clau
    @AsPasseadeiras

    ResponderExcluir
  6. frase mais perfeita "Ser pai é viver o momento com o filho... curtir cada segundo como se fosse o último."
    Amei os depoimentos dos pais tão presentes e como deve ser um verdadeiro pai! Linda homenagem a eles.
    Todos merecedores

    ResponderExcluir
  7. ���������� adorei o texto!!! Pai é o exemplo para as crianças, é o espelho!!! Amei o texto

    Beijos Mila (@mundodamae)

    ResponderExcluir
  8. Tão verdadeiro! Meu marido mudou muito após o nascimento do Pedro. Acompanho o Bisker e o Marcelo no Instagram e vejo o quão dedicado são aos filhos! Parabéns a todos os papais!

    ResponderExcluir
  9. Que post lindo! E que pais hein! Aqui eu tenho um assim também!

    ResponderExcluir
  10. Que post lindo! E que pais hein! Aqui eu tenho um assim também!

    ResponderExcluir
  11. Que post legal! Amei o tema!! Muito bom ver o incentivo que esses pais tem dado pelas redes sociais! Que se levante uma geração de pais que participam e não apenas ajudam na criação dos filhos!!
    parabens a esses pais que fazem diferença!!!

    ResponderExcluir
  12. Adoro ver como o papel e os homens tem mudado seus conceitos em relação a paternidade. É isso aí, pai é pai, não é ajudante de mãe.
    Parabéns aos 3 papais que deram seus depoimentos!
    bjs,
    Alê
    http://www.dafertilidadeamaternidade.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Um amor de pai é muito importante para a criação de filhos seguros e felizes! Achei lindo o post e parabéns para esses e tantos outros papais que vivenciam de verdade a paternidade! :) Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Adorei o post Tati.. Aqui em casa o Pai é um paizão.. Beijos

    ResponderExcluir
  15. Adorei o post Tati.. Aqui em casa o Pai é um paizão.. Beijos

    ResponderExcluir
  16. Que post lindo!! Pouco se fala do papel do pai, sempre achamos que fica tudo para a mãe, mas ainda bem que existem também pais maravilhosos!! Parabéns aos papais!!

    ResponderExcluir
  17. Adorei a matéria e conhecer esse lado diferente dos papais que convivemos virtualmente! Muito bacana!

    ResponderExcluir
  18. Adorei a matéria Tati, muito legal essa iniciativa, pois sempre falamos das mães e acabamos esquecendo deles que são tão importantes quanto nós!! Parabéns aos papais ....

    Bjs Mi Gobbato
    http://espacodasmamaes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Gostou? Compartilhe, comente!